Pulgas



Pulgas

As pulgas são insectos desprovidos de asas com ciclo de metamorfose completo. Ao contrário dos insectos rastejantes ou voadores, podemos falar de insectos saltadores que apresentam patas posteriores extremamente desenvolvidas e que podem dar saltos de 30 a 40 cm de altura para chegarem às presas.
Este insecto possui: placas dentadas extremamente tenazes que lhe permitem agarrar-se eficazmente aos pêlos; um corpo achatado que lhe facilita as deslocações na pelagem dos seus hospedeiros; um exoesqueleto extremamente duro.

São inúmeras as espécies conhecidas:

- Pulga do homem (Pulex irritans);
- Pulga do cão (Gtenocephalides canis);
- Pulga do gato (Gtenocephalides telis);
- Pulga dos roedores (Xenopsylla cheopsis);
- Pulga do pássaro, sobretudo a do pombo (Geratophyllus gallinae);
- Pulga da toupeira (Hytrichopsylla talpae);
- Pulga do coelho (Spilopsyllus cunicult);
- Pulga do ouriço (Archeopsyllus erinacei).


Alimentação

As larvas alimentam-se de detritos, as adultas alimentam-se do sangue de animais de sangue quente, ao morderem (e não ao picarem) as vítimas. Cada espécie de Pulga depende fortemente do seu hospedeiro habitual. Contudo, as pulgas das espécies domésticas ou comensais do homem adquiriram uma compatibilidade total com o nosso sangue e podem alimentar-se de forma indiferenciada, à custa do hospedeiro de predilecção ou às nossas custas. Com efeito, todas as pulgas podem, se necessário, alimentar-se do sangue de uma série de animais de sangue quente.

Habitat

As pulgas vivem de preferência nas casas, corredores de caves e águas furtadas, locais públicos, colectividades, locais de armazenamento e de depósito. Elas afeiçoam-se às fendas de parquets, camas, tapetes, alcatifas e papéis de parede.

Origem das infestações

As infestações ocorrem através das roupas, das embalagens ou dos animais. A Pulga do gato está na base da maior parte das infestações actuais devido ao elevado número de gatos vadios e à sua capacidade de penetrarem nos mais variadíssimos locais.

Biologia

As pulgas vivem durante mais de um ano. Os ovos são colocados em qualquer meio tranquilo e com pó, que se revele suficiente para as necessidades alimentares restritas das futuras larvas que aí vivem. É nesse local que se transformam facilmente em crisálida (nos rodapés, por exemplo).


Perigos

As Pulgas poluem os alimentos com os seus excrementos e dejectos, rejeitam frequentemente sangue pelo ânus. As mordidelas podem provocar inflamação e borbulhas em indivíduos sensíveis e transmitir vectores patogénicos ou vermes parasitas.

Clique aqui para solicitar um orçamento grátis.